Caminhar por uma hora reduz influência da genética na obesidade

janeiro 14th, 2013 por branemark

Já estilo de vida sedentário aumenta a influência dos genes sobre o tamanho da cintura e faz subir o Índice de Massa Corporal.

O sedentarismo amplia a predisposição genética para a obesidade, mas é possível reduzir seus efeitos à metade caminhando a um ritmo constante durante uma hora por dia, revela um estudo apresentado nesta quarta-feira nos Estados Unidos.

 

 

“Nossa pesquisa mostra que caminhar em um bom ritmo diariamente reduz a influência genética na obesidade, o que se traduz pela queda à metade do Índice de Massa Corporal (IMC)”, assinalaram os pesquisadores.

 

O trabalho foi apresentado na conferência sobre nutrição, atividade física e metabolismo (EPI/NPAM, na sigla em inglês), organizada pela Associação Americana do Coração (AHA) reunida nesta semana em San Diego, Califórnia (EUA).

Já um estilo de vida sedentário, marcado pelo ato de ver televisão quatro horas por dia, aumenta a influência dos genes sobre o tamanho da cintura e faz subir 50% o IMC”, acrescentaram os especialistas, em um comunicado. Uma pessoa com um IMC de 30 ou mais é considerada obesa.

Participaram do estudo 7.740 mulheres e 4.564 homens. Os cientistas colheram dados sobre a atividade física dos participantes e as horas dedicadas a ver televisão durante dois anos antes de avaliar o IMC.

O efeito da predisposição genética à obesidade foi calculado com base em 32 variações genéticas que influenciariam o aumento de peso. Cada uma destas variantes genéticas que predispõem à obesidade podem aumentar o IMC em 0,13 kg/m2, segundo os especialistas, entre eles Qibin Qi, da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard em Boston, em Massachusetts (EUA).

 

No entanto, este efeito pode ser reduzido nos indivíduos que realizam mais atividade física, em comparação aos que se movem menos, com perdas de 0,15 kg/m2 e 0,08 kg/m2.

Do mesmo modo, o efeito genético do sedentarismo sobre o IMC foi mais pronunciado entre os participantes que passaram 40 horas por semana vendo televisão, em comparação aos que dedicam a essa atividade uma hora ou menos. Os primeiros aumentaram 0,34 kg/m2 de IMC contra 0,08 kg/m2 para os segundos. Segundo os autores do estudo, o americano médio vê televisão de quatro a seis horas por dia.

 

Os testes genéticos para determinar se uma pessoa é portadora das variações que predispõem à obesidade, no entanto, ainda não estão disponíveis ao público e os cientistas aconselham aos médicos perguntar a seus pacientes se têm antecedentes familiares.

 

Fonte: IG

Postado em saúde contendo Comentários desativados

Suplementos vitamínicos ajudam a prevenir câncer em homens

janeiro 14th, 2013 por branemark

Risco diminui até 12% com a ingestão de multivitaminas

Tomar um multivitamínico diariamente durante anos pode diminuir o risco de câncer, de acordo com uma nova pesquisa da Harvard Medical School. Os resultados foram publicados essa semana no Journal of the American Medical Association

O estudo acompanhou quase 15.000 homens de meia idade, que foram divididos em dois grupos: metade tomava um suplemento multivitamínico diariamente e a outra metade recebeu o placebo. Comportamentos de saúde que poderiam afetar o risco de câncer, como o tabagismo e exercício, foram divididos igualmente entre os grupos.Após 11 anos, o grupo da vitamina apresentou 1290 casos de câncer. No grupo placebo, havia 1379 casos. Cerca de metade dos tumores em cada grupo era da próstata. Analisando os resultados, os cientistas observaram uma redução de 8% no risco de câncer em geral por parte dos homens que tomaram os suplementos. Quando retiraram os casos de câncer de próstata da conta, houve uma redução de 12% na incidência de todos os outros tipos de câncer. Ainda não está claro, entretanto, se as descobertas se aplicam a mulheres ou homens mais jovens.

De acordo com os pesquisadores, os multivitamínicos são eficazes na prevenção de doenças relacionadas à alimentação e os nutrientes a mais fornecidos pelos suplementos ajudam o corpo a combater os radicais livres com mais eficácia. Eles alertam, contudo, que a suplementação nunca deve substituir uma alimentação saudável, rica em frutas e verduras e precisa sempre de indicação médica.

 Adote cinco passos para prevenir vários tipos de câncerO câncer acontece principalmente devido à maior exposição aos fatores de risco, como o cigarro, alimentação inadequada e o abuso do álcool. Quem segue uma vida mais saudável consegue se prevenir e diminuir os riscos de ter a doença. Para estimular a população na luta pelo controle e prevenção, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) lançou uma cartilha listando os passos que afastam a doença:

Diga não ao álcool e ao cigarro

O cigarro carrega cerca de 4720 substâncias, sendo mais de 400 delas altamente cancerígenas. Os cânceres mais comuns relacionados ao tabaco são de pulmão, laringe, boca, câncer de fígado e leucemia, brônquios e bexiga. O oncologista Gilberto de Castro Jr., do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), explica que o álcool aumenta o risco de tumores localizados nos órgãos afetados pelo fumo por potencializar os efeitos do cigarro.

Use camisinha

O papiloma vírus humano (HPV) – doença sexualmente transmissível – é o principal responsável por alguns tipos de câncer, como o câncer do colo do útero, vulva, pênis e orofaringe (garganta). Por isso, é muito importante praticar sexo seguro e sempre com o uso da camisinha – até mesmo para o sexo oral.

Invista em uma dieta saudável

Evite o consumo excessivo de açúcares, de gorduras, de carne vermelha, de porco e das processadas. Invista em uma dieta rica em frutas, legumes e verduras, que são fontes de fibras e antioxidantes e protegem o intestino contra o câncer.

PROCURANDO UMA CLINICA ESPECIALIZADA EM IMPLANTES DENTÁRIOS EM SANTOS OU SÃO PAULO?
SAIBA MAIS

Os alimentos processados são ricos em uma substância chamada nitrosamina, que é cancerígena. Por isso, lembra o nutrólogo Roberto Navarro, é importante que esse tipo de alimento seja evitado ao máximo.

Faça um check-up anual

Existe uma série de exames que são fundamentais na hora de detectar os diversos tipos de cânceres. Entre eles, Gilberto de Castro Jr. lembra a mamografia, que deve ser feita a partir dos 50 anos para detectar o câncer de mama ou a coleta do PSA – exame de sangue que pode diagnosticar câncer de próstata.

 

 

Fonte: minhavida.com.br

 

Postado em saúde contendo Comentários desativados

Está triste? Pegue sol.

janeiro 13th, 2013 por branemark

A maioria das pessoas é sensível ao clima, não apenas pela influência positiva que a luz do dia exerce sobre o nosso estado de espírito, como pelo inverso: a chuva, o frio e os dias escuros são inimigos do bom humor. Por isso mesmo, no Verão as pessoas ficam, de uma maneira geral, mais sorridentes, abertas ao mundo e aos outros e, no Inverno, tornam-se mais introspectivas e caseiras.

Um das razões para que nos sintamos mais felizes na Primavera e Verão é a influência solar. A exposição à luz do sol estimula a produção de serotonina, dopamina e melatonina, três substâncias responsáveis pelo bom humor, energia e regulação do ciclo do sono.

TENHA A CLÍNICA BRANEMARK CENTER NO FACEBOOK:  https://www.facebook.com/BranemarkCenter

Além das reacções químicas positivas desencadeadas pela presença do sol no nosso organismo, existem também benefícios psicológicos. Nos meses e estações em que os dias são mais quentes, luminosos e longos, temos mais vontade de sair e de interagir. São momentos que atraem o convívio social e estimulam o bom humor. Talvez por isso os brasileiros  sejam mais bem-humorados e tenham mais energia.

Por outro lado, o Outono e Inverno, em quem os dias são escuros e pesados e com temperaturas mais amenas, as reações mais típicas são de hibernação, alguma tristeza e reflexão. Aliás, conforme indicam os estudos, os países com menor incidência de luz solar, registam um maior número de casos de pessoas com depressão. Alguns países como a Rússia, Canadá e Noruega  as pessoas ficam muito recolhidas estão mais propensas a cometerem suicídios e a apresentarem sintomas depressivos. Um dos motivos para que isso aconteça é o isolamento social.

PROCURANDO UMA CLINICA ESPECIALIZADA EM IMPLANTES DENTÁRIOS EM SANTOS OU SÃO PAULO?
SAIBA MAIS

Pesquisadores da Universidade de Surrey, em Inglaterra, fizeram um mapeamento no cérebro de 88 voluntários entre 1999 e 2003, e descobriram a existência de uma proteína que bloqueia a serotonina , resultando na maior possibilidade de desencadear humor negativo. Para diminuir essas estatísticas, em países como o Reino Unido as pessoas tem optado por passear ao ar livre, mesmo com frio e neve, não apenas para terem contato com a luz do dia, mas para não estarem tão isoladas. Além de interferir no  bom humor, é também uma forma de estimular a produção de vitamina D.

Mas, para além da influência, é possível regular o humor através da alimentação. E, por último, mas não menos importante, a pratica de atividade física, responsável pelo aumento de endorfinas, é também uma forma de regular o bom humor em qualquer estação do ano!

 

Fonte: Terra

Postado em saúde contendo Comentários desativados

O inimigo número um das pernas

janeiro 12th, 2013 por branemark

As varizes atacam mais as mulheres, sobretudo no verão. Além de dolorosas, não são nada estéticas. Mas é possível evitar, tratar e até mesmo disfarçá-las.

Estamos na estação mais quente e desejada do ano, o verão. É durante os meses de temperaturas mais quente que os problemas de circulação sanguínea se tornam mais evidentes, então previna-se contra as varizes e derrames.

O calor excessivo ou muito prolongado é um inimigo da circulação, pois fomenta a vasodilatação dos vasos capilares, podendo dar  origem a pernas inchadas, pesadas, cansadas e doloridas.

As varizes surgem quando as veias não são capazes de reconduzir adequadamente o sangue dos membros inferiores para o coração. A força da gravidade é um obstáculo à recondução do sangue e, por isso, os médicos recomendam que se levantem as pernas quando se está sentado ou deitado, de modo a facilitar a subida do sangue ao coração.

Derrames e varizes
Os derrames e as varizes são problemas diferentes, embora sejam consequência da mesma doença. Os primeiros representam dilatações de capilares na derme e as segundas são veias dilatadas e tortuosas de localização subcutânea, causadas por alterações da estrutura das suas paredes, que as tornam frágeis e, por isso, vulneráveis à influência de múltiplos fatores.

Assim, os derrames são pequenos vasos sanguíneos (capilares) de tom vermelho, arroxeado ou azulado, como que pequenos fios muito superficiais. As varizes são dilatações venosas e a sua localização mais frequente é à volta dos tornozelos, na barriga da perna e na face interna das pernas e das coxas.

Com o passar dos anos, as varizes podem dilatar e acabam por se tornar mais evidentes. Ao início, não se nota muito e apenas aparecem após uma longa permanência de pé e em dias de muito calor. Além disso, normalmente, nas primeiras fases da sua evolução, desaparecem quando nos deitamos com as pernas elevadas e após descansarmos.

Com o tempo acabam por se estabelecer de forma permanente e praticamente já não se reduzem. A hereditariedade, a obesidade e o clima hormonal são alguns dos fatores de risco que tornam as mulheres o alvo preferido das varizes. A idade é, no entanto, o principal fator de risco.

Prevenção
Com alguns cuidados diários você poderá prevenir ou, pelo menos, reduzir o risco de sofrer varizes. Evite vestir calças muito apertadas. Opte por roupa confortável que não comprima os músculos das pernas.

Coma mais fibras, elas favorecem o trânsito intestinal, o que evita o aumento de pressão abdominal, a debilitação das paredes das veias e da parede do cólon, reduzindo o risco de sofrer de prisão de ventre, varizes e hemorróidas, bem como a acumulação de toxinas no sangue. Se seguir a regra de ingerir cinco porções diárias de vegetais, não lhe vai faltar fibra.

Reduza a quantidade de sal na comida, já que este promove a retenção de líquidos, obrigando o coração e o fígado a trabalhar acima das suas possibilidades. As frutas secas e frescas, as leguminosas, as verduras e hortaliças, os cereais e alimentos integrais são grandes aliados dos intestinos.

Faça exercício diariamente. As caminhadas, por exemplo, ativam a circulação sanguínea e ajudam a reduzir o mau colesterol (LDL). Por fim, tenha cuidado com o calor e fuja de ambientes com temperaturas muito elevadas. Prefira banhos com água morna e finalize-os com um jato de água fria, especialmente benéfico para a circulação das pernas.

Tratamento
O tratamento da doença venosa pode consistir apenas no uso de meias calças e de medicamentos flebotropos, isto é, que facilitam o fluxo sanguíneo, mas pode também exigir intervenções cirúrgicas. Tudo dependerá do estado de evolução da doença em cada pessoa. Caberá ao especialista avaliar e decidir qual a terapêutica mais adequada.

PROCURANDO UMA CLINICA ESPECIALIZADA EM IMPLANTES DENTÁRIOS EM SANTOS OU SÃO PAULO?
SAIBA MAIS

Um dos tratamentos disponíveis consiste na chamada secagem das varizes, isto é, escleroterapia, em que se injeta um líquido que vai secar a veia e fazer com que esta desapareça de seguida. O outro é o laser transcutâneo, aplicado em casos mais limitados e apenas em determinadas situações.

Postado em saúde contendo Comentários desativados